Training

Segurança na conceção de máquinas

Este programa permitirá aos formandos identificarem os fatores mais relevantes no processo relacionado com a segurança das máquinas, nomeadamente as medidas inerentemente seguras do projeto, implementação das medidas técnicas para a redução dos riscos e ainda medidas de aviso.
Serão apresentados, sempre que aplicável, os conceitos práticos associados aos principais requisitos da legislação nacional / europeia relacionados com este tema e com a reconversão de equipamentos de trabalho, de forma a identificarem-se as principais diferenças e suas implicações na conceção de produtos e / ou serviços.

Duration

32 horas

Date

19, 20, 26 e 27 de fevereiro

Local

Quinta do Anjo - sede Introsys

Schedule

09h30 - 18h30

Save

Adicionar ao calendário 2024-02-19 09:30:00 2024-02-19 18:30:00 Europe/Lisbon Segurança na conceção de máquinas
Este programa permitirá aos formandos identificarem os fatores mais relevantes no processo relacionado com a segurança das máquinas, nomeadamente as medidas inerentemente seguras do projeto, implementação das medidas técnicas para a redução dos riscos e ainda medidas de aviso.
Serão apresentados, sempre que aplicável, os conceitos práticos associados aos principais requisitos da legislação nacional / europeia relacionados com este tema e com a reconversão de equipamentos de trabalho, de forma a identificarem-se as principais diferenças e suas implicações na conceção de produtos e / ou serviços.
Quinta do Anjo - sede Introsys F.Fonseca geral@ffonseca.com
2024-02-20 09:30:00 2024-02-20 18:30:00 Europe/Lisbon Segurança na conceção de máquinas
Este programa permitirá aos formandos identificarem os fatores mais relevantes no processo relacionado com a segurança das máquinas, nomeadamente as medidas inerentemente seguras do projeto, implementação das medidas técnicas para a redução dos riscos e ainda medidas de aviso.
Serão apresentados, sempre que aplicável, os conceitos práticos associados aos principais requisitos da legislação nacional / europeia relacionados com este tema e com a reconversão de equipamentos de trabalho, de forma a identificarem-se as principais diferenças e suas implicações na conceção de produtos e / ou serviços.
Quinta do Anjo - sede Introsys F.Fonseca geral@ffonseca.com
2024-02-26 09:30:00 2024-02-26 18:30:00 Europe/Lisbon Segurança na conceção de máquinas
Este programa permitirá aos formandos identificarem os fatores mais relevantes no processo relacionado com a segurança das máquinas, nomeadamente as medidas inerentemente seguras do projeto, implementação das medidas técnicas para a redução dos riscos e ainda medidas de aviso.
Serão apresentados, sempre que aplicável, os conceitos práticos associados aos principais requisitos da legislação nacional / europeia relacionados com este tema e com a reconversão de equipamentos de trabalho, de forma a identificarem-se as principais diferenças e suas implicações na conceção de produtos e / ou serviços.
Quinta do Anjo - sede Introsys F.Fonseca geral@ffonseca.com
2024-02-27 09:30:00 2024-02-27 18:30:00 Europe/Lisbon Segurança na conceção de máquinas
Este programa permitirá aos formandos identificarem os fatores mais relevantes no processo relacionado com a segurança das máquinas, nomeadamente as medidas inerentemente seguras do projeto, implementação das medidas técnicas para a redução dos riscos e ainda medidas de aviso.
Serão apresentados, sempre que aplicável, os conceitos práticos associados aos principais requisitos da legislação nacional / europeia relacionados com este tema e com a reconversão de equipamentos de trabalho, de forma a identificarem-se as principais diferenças e suas implicações na conceção de produtos e / ou serviços.
Quinta do Anjo - sede Introsys F.Fonseca geral@ffonseca.com

Investment

595,00 € + IVA (almoço incluído)
Registration
View detail
Formador
Request Offer
Objetivos
No final desta ação os formandos deverão ser capazes de:
  • Reconhecer quais as obrigações legais no projeto e alteração de máquinas;
  • Identificar os referenciais normativos e fontes de informação;
  • Efetuar a avaliação das condições de risco de uma máquina;
  • Definir o Nível de Desempenho requerido (PLr) e calcular o Nível de Desempenho (PL) de Funções de Segurança de Máquinas;
  • Efetuar conceção de máquinas e equipamentos respeitando os requisitos de segurança elétricos;
  • Realizar ensaios elétricos;
  • Selecionar e dimensionar os dispositivos de proteção optoelectrónicos;
  • Calcular distâncias de segurança.


Destinatários
Este programa é dirigido a projetistas, construtores, desenhadores e integradores desde uma simples máquina até uma linha de produção complexa. Interessa também a responsáveis pela aplicação das diretivas comunitárias relacionadas com máquinas e instalações industriais, departamentos técnicos, manutenção, peritos de seguros, prevenção e aceitação de máquinas, permitindo a estes últimos economizar tempo e dinheiro em eventuais soluções não conformes e incompletas. 


Pré-requisitos
Os formandos deverão ter formação nas áreas da mecânica, elétrica ou automação e experiência em projeto de máquinas e alteração de sistemas.
 

Conteúdos programáticos
1. Regulamentação e Normalização | Legislação europeia e nacional:
     1.1. Diretiva “Máquinas” 2006/42/CE (DL 103/2008 de 24 de Junho);
     1.2. Evidências documentais: declaração CE de conformidade, declaração de incorporação, manual de instruções, marcação CE, Processo técnico de fabrico
     1.3. Sistema de normalização;
     1.4. Equipamentos de trabalho, abordagem ao Decreto-lei n.º 50/2005 e diferenças à Diretiva Máquinas 2006/42/CE.
2. Apreciação de Risco | Introdução à norma NP EN 12100:2010:
     2.1. Princípios gerais de conceção segura e aspetos a considerar em projeto,
     2.2. Metodologia de identificação e estratégia para a avaliação e redução de riscos;
     2.3. Princípios de integração de segurança;
     2.4. Medidas para a separação das pessoas dos perigos associadas às medidas técnicas com exemplos;
     2.5. Uso previsto e o mau uso razoavelmente previsível;
     2.6. Abordagem e exemplos de alguns tipos de ferramentas para a valorização do risco.
3. Fiabilidade das partes dos sistemas de comando relacionados com a segurança | Introdução à segurança funcional e funções de segurança (EN ISO 13849-1:2015):
     3.1. Diferenças entre as normas harmonizadas IEC 62061 e EN ISO 13849;
     3.2. Princípios gerais de conceção relativas às funções de controlo de segurança das máquinas;
     3.3. Nível de desempenho / fiabilidade (PL), arquiteturas (categorias), fiabilidade MTTFD), grau da cobertura de diagnóstico (DC), resistência às falhas de causa comum (CCF) processo, validação e documentação técnica;
     3.4. Requisitos para a conceção das Funções de Segurança conforme a EN ISO 13849-1;
     3.5. Apresentação da ferramenta SISTEMA, características, funções e potencialidades.
4. Segurança elétrica | Enquadramento legal: Diretiva "Baixa Tensão" 2014/35/UE – Dec. Lei 21/2017 | Abordagem à norma EN 60204-1 - Requisitos de segurança elétrica aplicável ao projeto de máquinas:
     4.1. Alimentação e dispositivos de interrupção da ligação à energia elétrica;
     4.2. Proteção contra o choque elétrico: contactos diretos e contactos indiretos;
     4.3. Ligação circuito proteção e ligação equipotencial;
     4.4. Interface Homem-Máquina e dispositivos de comando;
     4.5. Índices de proteção contra penetração de corpos sólidos e contra água (IP) Proteção mecânica (IK);
     4.6. Documentação técnica: declaração UE de conformidade, esquema elétrico e lista de componentes, placa de características, processo técnico e relatórios dos ensaios;
     4.7. Ensaios e verificações:
          4.7.1. Verificação da continuidade do circuito de proteção (ligação equipotencial);
          4.7.2. Condições para proteção contra contatos diretos pela desconexão automática da fonte de alimentação;
          4.7.3. Ensaio de Resistência de Isolamento;
          4.7.4. Ensaio de Tensão (Rigidez Dielétrica);
          4.7.5. Proteção contra tensão residual.
5. Protetores físicos | Principais requisitos e algumas considerações adicionais para a conceção e construção:
     5.1. Seleção dos protetores;
     5.2. Dimensionamento (abordagem à norma EN ISO 13857);
     5.3. Introdução à norma EN 349;
     5.4. Combinação de medidas técnicas de proteção;
     5.5. Dispositivos de encravamento, com e sem bloqueio;
     5.6. Introdução à norma EN ISO EN14119;
     5.7. Dispositivos de encravamento e seu estado de arte;
     5.8. Dispositivos de encravamento com bloqueio, tipos e tecnologias;
     5.9. Manipulação dos meios de proteção de máquinas.
6. Dispositivos de proteção optoelectrónicos (Eletrosensiveis) ativos (ESPEs):
     6.1. Conceitos, princípios de funcionamento e características;
     6.2. Seleção e integração dos dispositivos optoelectrónicos para a segurança (feixes únicos, barreiras e scanners);
     6.3. Abordagem à norma EN ISO 13855:2010;
     6.4. Posicionamento do equipamento de proteção em relação às velocidades de aproximação das partes do corpo humano;
     6.5. Tempos de paragem, velocidade de aproximação e distâncias mínimas de segurança (exemplos).
7. Segurança na Robótica Clássica e Colaborativa
     7.1. Introdução às normas EN ISO 10218:2011 (parte 1 e 2) - Robots e dispositivos robóticos - Requisitos de segurança:
          7.1.2. Sistemas robóticos industriais e integração.
     7.2. Robots colaborativos:
          7.2.1. Conceitos e requisitos legais para a colocação no mercado de um robot e da solução robótica colaborativa;
          7.2.2. Introdução ao processo de análise de riscos, conceitos gerais da norma EN ISO 12100 e considerações particulares aplicáveis às tarefas colaborativas;
          7.2.3. Abordagem à norma EN ISO 13849-1 - Partes dos sistemas de comando relativos à segurança para a robótica;
          7.2.4. Introdução à utilização dos dispositivos optoelectrónicos como medida ativa na redução dos riscos;
          7.2.5. Abordagem aos requisitos de segurança previstos à nova especificação Técnica ISO 15066:2016.


Certificação
No final da formação será emitido um certificado de formação profissional pela F.Fonseca.


Formador
Luís Cerqueira
  • 0
  • 1