Home
Loja online
Configurador Sondas
Contactos

Formação Profissional

Jornadas de segurança em máquinas

Devido ao enquadramento das diretivas europeias e da imensa gama de normas da especialidade, a segurança funcional das máquinas é uma área extremamente dinâmica onde os requisitos e conceitos normativos estão em constante evolução, tornando-se assim necessário acompanhar a evolução legal e tecnológica neste campo.
Para tal, os fabricantes de componentes de segurança têm uma palavra muito importante neste campo, contribuindo no desenvolvimento de normas, dispositivos e sistemas relacionados com a segurança, oferecendo as soluções tecnologicamente mais adequadas.

Local

Aveiro [sede F.Fonseca]

Data

11, 12, 13 e 20 de fevereiro
Adicionar ao calendário 2020-02-11 09:30:00 2020-02-11 18:30:00 Europe/Lisbon Jornadas de segurança em máquinas Devido ao enquadramento das diretivas europeias e da imensa gama de normas da especialidade, a segurança funcional das máquinas é uma área extremamente dinâmica onde os requisitos e conceitos normativos estão em constante evolução, tornando-se assim necessário acompanhar a evolução legal e tecnológica neste campo.
Para tal, os fabricantes de componentes de segurança têm uma palavra muito importante neste campo, contribuindo no desenvolvimento de normas, dispositivos e sistemas relacionados com a segurança, oferecendo as soluções tecnologicamente mais adequadas.
Aveiro [sede F.Fonseca] F.Fonseca geral@ffonseca.com
2020-02-12 09:30:00 2020-02-12 18:30:00 Europe/Lisbon Jornadas de segurança em máquinas Devido ao enquadramento das diretivas europeias e da imensa gama de normas da especialidade, a segurança funcional das máquinas é uma área extremamente dinâmica onde os requisitos e conceitos normativos estão em constante evolução, tornando-se assim necessário acompanhar a evolução legal e tecnológica neste campo.
Para tal, os fabricantes de componentes de segurança têm uma palavra muito importante neste campo, contribuindo no desenvolvimento de normas, dispositivos e sistemas relacionados com a segurança, oferecendo as soluções tecnologicamente mais adequadas.
Aveiro [sede F.Fonseca] F.Fonseca geral@ffonseca.com
2020-02-13 09:30:00 2020-02-13 18:30:00 Europe/Lisbon Jornadas de segurança em máquinas Devido ao enquadramento das diretivas europeias e da imensa gama de normas da especialidade, a segurança funcional das máquinas é uma área extremamente dinâmica onde os requisitos e conceitos normativos estão em constante evolução, tornando-se assim necessário acompanhar a evolução legal e tecnológica neste campo.
Para tal, os fabricantes de componentes de segurança têm uma palavra muito importante neste campo, contribuindo no desenvolvimento de normas, dispositivos e sistemas relacionados com a segurança, oferecendo as soluções tecnologicamente mais adequadas.
Aveiro [sede F.Fonseca] F.Fonseca geral@ffonseca.com
2020-02-20 09:30:00 2020-02-20 18:30:00 Europe/Lisbon Jornadas de segurança em máquinas Devido ao enquadramento das diretivas europeias e da imensa gama de normas da especialidade, a segurança funcional das máquinas é uma área extremamente dinâmica onde os requisitos e conceitos normativos estão em constante evolução, tornando-se assim necessário acompanhar a evolução legal e tecnológica neste campo.
Para tal, os fabricantes de componentes de segurança têm uma palavra muito importante neste campo, contribuindo no desenvolvimento de normas, dispositivos e sistemas relacionados com a segurança, oferecendo as soluções tecnologicamente mais adequadas.
Aveiro [sede F.Fonseca] F.Fonseca geral@ffonseca.com

Investimento

595,00 € + IVA [almoço incluído]

Horário

09h30 - 18h30
Inscrição
Ver Detalhe
Formador
As jornadas de segurança promovidas pela F.Fonseca são uma excelente oportunidade para a aquisição de conhecimentos atualizados e partilha de experiências ao mais alto nível, oferecendo a cada participante uma visão clara das suas obrigações legais, desde a fase embrionária do projeto até à colocação em serviço.
A melhor forma de integrar os dispositivos de proteção, recomendações na adequação dos equipamentos de trabalho e a aceitação de máquinas ou linhas complexas integram também o programa destas jornadas.
 

Objetivos
No final desta ação os formandos deverão ser capazes de:
  • Conhecer as obrigações legais e a forma de as cumprir;
  • Saber como cumprir os requisitos para fazer a marcação CE em máquinas e adequar os equipamentos de trabalho de acordo com a estrutura normativa europeia e alguns dos seus mais importantes referenciais;
  • Conhecer a metodologia para avaliação de risco com vista à sua adequada redução;
  • Identificar as tecnologias e dispositivos de proteção disponíveis, selecionando-os e posicionando-os adequadamente de forma a construir máquinas mais seguras e fiáveis.
 

Destinatários
A partir de um vasto programa de conteúdos e metodologias práticas, conseguimos dar resposta à maior parte das necessidades relacionadas com a segurança de máquinas.
Este programa é dirigido a projetistas, construtores, desenhadores e integradores desde uma simples máquina até uma linha de produção complexa. Interessa também a responsáveis pela aplicação das diretivas comunitárias relacionadas com máquinas e instalações industriais, departamentos técnicos, manutenção, peritos de seguros, prevenção e aceitação de máquinas, permitindo a estes últimos economizar tempo e dinheiro em eventuais soluções não conformes e incompletas.
 

Conteúdos programáticos:

1. Legislação europeia e nacional:
     1.1. Diretiva Máquinas 2006/42;
     1.2. Dossier técnico de fabrico, manual de instruções, declaração de conformidade e de incorporação, marcação CE e evidências documentais;
     1.3. Sistema de normalização;
     1.4. Equipamentos de trabalho, abordagem ao Decreto-lei n.º 50/2005.
2. Princípios gerais de conceção segura e aspetos a considerar em projecto, introdução à norma NP EN 12100:2010):
     2.1. Metodologia de identificação e estratégia para a avaliação e redução de riscos;
     2.2. Princípios de integração de segurança;
     2.3. Medidas técnicas para a separação das pessoas dos perigos;
     2.4. Uso previsto e o mau uso razoavelmente previsível;
     2.5. Abordagem e exemplos de alguns tipos de ferramentas;
     2.6. Breve abordagem aos relatórios técnicos ISO 22100;
     2.7. Introdução dos aspectos relacionados com as tecnologias de informação (cibersegurança).
3. Fiabilidade dos sistemas de comando relacionados com a segurança:
     3.1. Diferenças entre as normas harmonizadas IEC 62061 e EN ISO 13849;
     3.2. Introdução à segurança funcional e funções de segurança (EN ISO 13849-1:2008);
     3.3. Partes do sistema de comando relacionadas com a segurança e princípios gerais de conceção relativas às funções de controlo de segurança das máquinas;
     3.4. Nível de desempenho / fiabilidade (PL), estrutura (categorias), fiabilidade (MTTFD), grau da cobertura de diagnóstico (DC), resistência às falhas de causa comum (CCF) processo, validação e documentação técnica.
4. Introdução ao software relacionado com a segurança:
     4.1. Diferenças entre SRASW/SRESW e HW;
     4.2. Linguagens de programação dos controladores de lógica programável, exemplos conforme a norma IEC 61131-3;
     4.3. Requisitos para o design de software relacionado com a segurança conforme a EN ISO 13849-1.
5. Dispositivos de comando bimanual (EN 574);
6. Paragem de emergência e seus campos de influência (EN 13850 / EN 11161);
7. Protectores (abordagem às normas EN ISO14120 e EN 13857):
     7.1. Principais requisitos e algumas considerações adicionais para a conceção e construção;
     7.2. Seleção dos protetores;
     7.3. Dimensionamento (abordagem à norma EN ISO 13857);
     7.4. Introdução à norma EN349;
     7.5. Combinação de medidas técnicas de proteção.
8. Dispositivos de encravamento, com e sem bloqueio:
     8.1. Introdução à norma EN ISO EN14119;
     8.2. Dispositivos de encravamento e seu estado de arte;
     8.3. Dispositivos de encravamento com bloqueio, tipos e tecnologias;
     8.4. Manipulação dos meios de protecção de máquinas.
9. Dispositivos de proteção optoelectrónicos activos, suas tecnologias, variantes e posicionamento em relação às velocidades de aproximação das partes do corpo humano (introdução à norma EN ISO 13855:2010):
     9.1. Conceitos, princípios de funcionamento, características e o estado da arte disponível;
     9.2. Seleção e integração dos dispositivos optoelectrónicos para a segurança de feixes únicos, barreiras e scanners bidimensionais;
     9.3. Apresentação do primeiro scanner laser bidimensional para aplicações de segurança em outdoor“ estado da arte e suas aplicações;
     9.4. Tempos de paragem, velocidade de aproximação e distâncias mínimas de segurança (exemplos);
     9.5. Funções especiais, tipos de rearme, muting, blanking fixo, blanking flutuante, resolução reduzida, PSDI (intrusão simples ou dupla);
     9.6. Instalação, alinhamento e verificação periódica.
10. Componente prática:
     10.1. Dimensionamento de protectores fixos e suas possíveis aberturas (distâncias de segurança);
     10.2. Cálculo das distâncias mínimas a considerar na instalação dos dispositivos optoelectrónicos de feixes únicos, barreiras e scanners bidimensionais.


Certificação
No final da formação será emitido um certificado de formação profissional pela F.Fonseca.


Formador

Hernâni Rodrigues

  • 0
  • 1
Utilizamos cookies próprios e de terceiros para lhe oferecer uma melhor experiência e serviço. Para saber que cookies usamos e como os desativar, leia a política de cookies.
Ao ignorar ou fechar esta mensagem, e exceto se tiver desativado as cookies, está a concordar com o seu uso neste dispositivo.